Nada como a dura realidade de gerir uma empresa para levar um comunista/socialista a perceber que os recursos são limitados e não podem haver deficits eternos…

Tags:

Comments are closed.