Quando o Circo Laurisilva Pegou Fogo (ou A PT e o PS Pirómano)

 Longe de mim ser defensor da PT (aka Altice). Pela opinião expressa no artigo atrás (e verbalmente em alguns eventos públicos), fui banido de ser convidado para eventos patrocinados pela PT. Em 97 chateou-me ser arguido em processo crime (com potencial pena de prisão de 3 anos) por causa das práticas anticoncorrênciais dessa organização mafiosa. E nem hoje em dia tenho grande simpatia pela mesma, uma vez que não tenho as melhores memórias de interagir com o seu falso e hipócrita CEO quando trabalhava na Oni (o homem que em 2000 recusou uma proposta minha para criar o YouTube; Altice Labs Inovação my ass…).

Mas há algo que precisa de ser dito; se há merdas que não suporto são hipocrisias e falta de honestidade intelectual.

O Partido Socialista, e sucessivos governos socialistas (incluindo António Costa), usaram a PT como sua coutada pessoal. Para empregos para si. Para empregos para os filhos. Para negócios seus. E para negócios com o BES e com Ricardo Salgado e com mihões em subornos.

Para engordar a coutada e aumentar a gamela de onde iam eventualmente comer, o Partido Socialista e sucessivos governos socialistas (que incluiram António Costa):

  • alongaram o período de monopólio da PT para além de 1998, permitindo que a mesma continuasse a extrair rendas injustas dos cidadãos e empresas portuguesas
  • durante e depois disso, continuaram a entregar à PT todos os negócios do Estado, ignorando não só as regras da concorrência mas as regras de bom cuidado do erário público
  • entregaram à PT a rede nacional de comunicações, por ajuste directo, sem qualquer método de concurso, leilão ou venda pública que considerasse ofertas vantajosas de outros operadores
  • permitiram que a PT extorquisse milhões aos outros operadores de telecomunicações para poderem usar a rede da PT (muitas vezes obrigados porque não podiam construir infraestrutura própria, impedidos pelo Estado)
  • permitiram à PT e aos municipios cobrar milhões pelo uso das condutas de telecomunicações que estão enterradas junto às estradas e autoestradas
  • criaram um pseudo-operador de telecomunicações, nomeado SIRESP, a quem obrigaram que pagasse milhões à PT para usar a rede e condutas da mesma
  • tecnicamente escolheram um sistema de comunicações de emergência (SIRESP) arquitectado para depender de uma infraestrutura com partes em que os cabos de telecomunicações estão suspensos em postes e não estão enterrados
  • entregaram por ajuste directo a operação desse sistema a um pseudo-operador obrigado a depender de outro operador que se propôs suportar um sistema de comunicação de emergência, usado durante incêndios, em cima de cabos aéreos amarrados em postes junto às árvores
  • entregaram esse negócio (o das linhas do SIRESP) à PT por ajuste directo, sem qualquer concurso público

E agora a culpa dos problemas do SIRESP é da PT? Agora é que os cabos em postes são um problema num sistema de comunicações de emergência? Agora é que as condutas estão caras e vão já baixar 50% na 2a feira? Agora é que se calhar é uma ideia falar com outros operadores? Quem fez essas escolhas? Agora já não são boa ideia? Ou já não há gamela para filhos, primos e amigos?

Vão para o caralho. O Partido Socialista (e António Costa) estão a colher a monocultura que semearam (para além da do eucalipto) e que agora lhes pegou fogo à floresta laurisilva. Eu estou tipo Nero, sentado de bancada a comer pipocas e a ver o circo PT a arder, divertidissimo. Com sorte, antes de morrer, ainda vejo a Microsoft a pegar fogo também.